Atenção! O Portal dos Bancários RS utiliza cookies neste site, eles são utilizados para melhorar a sua experiência de uso e estatísticos.

Dia de luta | 06/12/2021
Bancários realizam Dia Nacional de Luta por melhores condições de trabalho na Caixa

Contra metas desumanas, assédio moral, falta de condições de trabalho, contra o sucateamento e déficit de pessoal, trabalhadores e trabalhadoras da Caixa Econômica Federal realizam nesta terça-feira (7) um Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa e dos seus empregados.

O ato está sendo organizado pela Comissão Executiva de Empregados (CEE/Caixa) e vai protestar também contra o sucateamento do banco público com objetivo de privatização. Cada sindicato vai definir suas ações.

Em Porto Alegre, serão dois atos:

9h na frente da agência Assis Brasil da Caixa (bairro Sarandi)
12h na frente do Ed. Querência (Andradas, 1.000)


Será distribuída uma carta aberta para os colegas, clientes e população, que dialoga com pautas importantes e será essencial levada nas agências da Caixa de todas as zonais.

“A situação está insustentável”, afirmou o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto, que criticou a direção do banco e convocou os trabalhadores para o Dia de Luta. “Recebemos cada vez mais denúncias dos empregados sobre as condições de trabalho, o desrespeito aos direitos dos trabalhadores”, explicou o dirigente.

“O excesso de trabalho durante a pandemia, pelo visto, não foi uma exceção – a gestão do caos da direção do banco é sistemática e não vamos permitir que os empregados sejam submetidos a tais condições”, complementou Takemoto.

Política de terrorismo

“O que a direção da Caixa está fazendo é uma verdadeira política de terrorismo”, denunciou a coordenadora da CEE/Caixa, Fabiana Uehara Proscholdt.  De acordo com a dirigente, “não há respeito aos direitos dos empregados e nem mesmo aos normativos do banco”.

“A cada dia somos surpreendidos com denúncias e a direção da empresa não faz a menor questão de esclarecer. Tudo isso só aumenta a sensação de insegurança e medo nos empregados”, salienta Fabiana.

Os dois dirigentes reforçam a convocação para o ato do dia 7, fundamental para conter o terrorismo na Caixa. “É  muito importante que todos se engajem no dia 7 de dezembro. A luta é de todos”, afirmou Takemoto.“Que seja um Dia de Luta de muita mobilização em todo o País”, destacou Fabiana Uehara Proscholdt.

De acordo com a Fenae, cada sindicato vai organizar sua base e orientar as atividades, preferencialmente nas ruas. As entidades e os trabalhadores também vão fazer um tuitaço no mesmo dia.

 

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Fonte: CUT Brasil com edição da Fetrafi-RS

OUTRAS MATÉRIAS
Saúde | 24/01/2022
Funcionários do BB de todo país vão discutir cenário da pandemia
Trabalhadores exigem respeito do banco; mais de 500 casos de Covid-19 foram confirmados só na base de São Paulo
Saúde | 21/01/2022
Banrisul retrocede e reduz drasticamente os cuidados com a disseminação da Covid-19
Banco não fecha mais agências para sanitização e põe em risco a vida de funcionários e clientes
PODBAN | 21/01/2022
Trabalho aos sábados? Pode isso, Santander?
Ouça o podcast