Atenção! O Portal dos Bancários RS utiliza cookies neste site, eles são utilizados para melhorar a sua experiência de uso e estatísticos.

#DIREITOTRABALHISTA | 21/03/2024
Seminário traça plano de ação para organização do ramo financeiro

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou, nesta quarta (20/03) e quinta-feira (21/03), o Seminário Nacional de Organização do Ramo Financeiro – Aspectos Jurídicos. O encontro, voltado para dirigentes das federações e sindicatos que trabalham com o tema, teve cerca de 100 participantes e ocorreu em São Paulo, na sede da entidade.

Além da participação de outras lideranças sindicais da categoria bancária, como a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Neiva Ribeiro, e da presidenta do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro do Estado de Rondônia, Ivone Colombo, entre outros, o evento contou com a participação de técnicos e de assessorias jurídicas para debater o cenário do ramo financeiro no momento.

O economista do Dieese Gustavo Cavarzan apresentou o quadro atual do ramo financeiro; o dirigente da CUT Nacional Eduardo Guterra tratou da organização do movimento sindical como um todo, por ramos de atividades; Ivone Colombo trouxe detalhes do caso de Rondônia, onde o ramo financeiro tem alto índice de sindicalização; e o professor-doutor Marcello Rodrigues de Azevedo, aposentado do Banco do Brasil, traçou um panorama da luta da categoria bancária desde a Constituição Federal de 1988.

Na parte jurídica, especificamente, o assessor jurídico da Central Única dos Trabalhadores (CUT), José Eymard, tratou dos desafios da legislação brasileira para a organização do ramo financeiro. O advogado citou como referência a trajetória exitosa de organização da Contraf-CUT, que deve servir de exemplo para a missão da construção do ramo financeiro. Também falaram o assessor jurídico da Contraf-CUT, Jefferson Oliveira, e a assessora jurídica do Seeb-SP, Cynthia Valente, que abordou o tema da sindicalização parceira.

Para a secretária de Organização do Ramo Financeiro e Política Sindical da Contraf-CUT, Magaly Fagundes, “a organização do ramo financeiro passa por um processo amplo, que envolve diversas áreas. Neste momento, nossa atenção está voltada para os aspectos jurídicos da questão, para entendermos quais são os melhores caminhos que o movimento tem para avançar nesse tema”.

O secretário de Assuntos Jurídicos da entidade, Lourival Rodrigues, avalia que o evento trouxe importantes ferramentas para que o dirigente local ou regional possa atuar com segurança na construção do ramo financeiro. “A participação massiva de lideranças, com muitas informações e experiências, nos ajudam a traçar um panorama da situação do momento do ramo financeiro”.

Pauta em edição. Acompanhe aqui no site da Contraf-CUT, nos próximos dias, reportagens com mais detalhes sobre o Seminário Nacional de Organização do Ramo Financeiro – Aspectos Jurídicos.


Fonte: Contraf-CUT

 

OUTRAS MATÉRIAS
Banrisul | 25/07/2024
Banrisul assegura renovação do ACT, mas se esquiva diante de outras demandas
Negociadores do Banco ainda não trouxeram retorno sobre o auxílio solicitado para os funcionários atingidos pelas enchentes
Concurso BNDS | 25/07/2024
Demanda do movimento sindical, BNDES realizará concurso com inscrição a partir de 26 de julho
Depois de 12 anos sem contratações, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social fará provas em 13 de outubro para preencher 150 vagas mais 750 em cadastro de reserva
Campanha Nacional | 25/07/2024
Campanha Nacional: trabalhadores exigem fim de gestão adoecedora nos bancos
Menos metas, mais saúde: 76,5% de bancários consultados declararam terem tido pelo menos um problema de saúde relacionado ao trabalho, no último ano